Make your own free website on Tripod.com

O Desporto ( Sem bola)

O BMX
Home
O Badminton
O Atletismo
O Hóquei no gelo
O Ciclismo
O BMX
O Hipismo

image4971.jpg

O BMX...   
   
 
    A palavra BMX tem como significado Bicycle(B) Moto(M) Cros(X).        
 
O BMX existe desde a década de 70 e foi inventado nos Estados Unidos suas primeiras manobras foram inventadas por pilotos mundialmente famosos como Bob Haro, Ron Wilkerson e Michael Domingues. As crianças imitavam seus ídolos do motocross com suas bicicletas, construíam pistas e faziam corridas informais. Assim nascia um novo desporto com o apoio e o incentivo dos pais da criançada. O BMX chegou com toda a sua força no Brasil em 1978, quando o bicicross estava crescendo, dando espaço a esse novo desporto radical. Este desporto é principalmente caracterizado pelo radicalismo e adrenalina que ele transmite, pois para executar as manobras é preciso coragem, disciplina, treino e muita ousadia. Não é um desporto de moda e os pilotos se unem para atrair novos adeptos, buscando assim consolidar seu espaço dentro dos desportos convencionais promovendo campeonatos e estando sempre presente em eventos e shows de grande expressão. Os atletas treinam exaustivamente buscando a perfeição, em respeito ao seu público. Praticado com uma bicicleta de aro 20", eles executam manobras que podem desafiar a gravidade, com giros e saltos no ar.
 
 

O BMX é dividido em duas partes o Race (corrida) e o Freestyle (estilo livre).

 

Free Style

 

No BMX Free Style (Estilo livre) e encontramos 5 modalidades são elas: Street (Rua) , Mini Ramp, Dirt Jump, Flatland, Vertical. O que difere um estilo do outro é o local e a forma de como são executadas as manobras.

 

Dirt Jump

 

É praticado em rampas de terra, com alturas e distâncias variadas , podem ser rampas únicas, doubles (Duplo) , ou sequenciais chamadas de trails, ou ate rampas

Freestyle – Street

 

Dos preparativos para este evento fizeram parte uma renovação completa do parque de Freestyle, que foi um dos maiores investimentos realizado, na medida em que este foi quase completamente alterado e apresentava uma estrutura e qualidade de materiais que muito agradou aos participantes. Amadores e Profissionais puderam dar espectáculo em obstáculos por estrear, como wallride, hips, “jersey barriers”, onde nos deslumbraram com manobras fantásticas, que se podem ver na foto-reportagem.O vencedor da categoria Amador em Street foi o Espanhol Rúben Mesa, com quem não conseguimos falar, derivado à euforia dos festejos da entrega de prémio.

O espanhol Sérgio
Layos foi o feliz vencedor da final Street Pro e do Open King of Dirt. Praticante de Street, este atleta de Madrid não perde uma oportunidade de participar também nas provas de Dirt Jump, apesar de não treinar muito nessa modalidade. “não costumo treinar muito Dirt porque não tenho nenhum sítio próximo para poder treinar. A minha especialidade é mesmo o street, mas sempre que posso participo nas provas de Dirt “

 

 

 

Enter supporting content here